escolher o bouquet ideal

goste-se muito, pouco ou nada de flores, o bouquet é aquela peça que valoriza o conjunto, define a noiva e para onde os olhos se encaminham depois do vestido.

Grande, pequeno, descontruído, arranjadinho ou minimalista, deve ser escolhido em função do gosto da Noiva (caso seja uma fã fanática de flores, como eu), do vestido e do tipo de casamento. Para não perder muito tempo com o assunto, vamos a umas dicas rápidas.

Casamento no campo : para um vestido mais ligeiro, romântico e de linhas vaporosas, pense num ramo com flores mais rústicas, que pode acompanhar com um ou outro elemento mais sofisticado. O ramo poderá ter uma forma menos arranjadinha e se poder agregar umas flores mesmo campestres estará no bom caminho.

Para um casamento citadino : com cerimónia civil, pense num ramo à altura do vestido de linha mais marcada. Poderá optar por uma ramo de flores de forma suave, mas tenha em conta o conjunto vestido/flores. Se gosta, opte por flores mais sofisticadas, anémonas, rosas de jardim ou lisianthus que permitem sempre uma ramo de caída suave e elegante. Dependendo do vestido e para tornar o conjunto elegante, pode optar por uma paleta de cor única.

Casamento formal e vestido princesa : se é este o seu modelo, então o ramo terá que acompanhar devidamente o volume do vestido. Ramos de proporções generosas, com pelo menos três variedades de flores e com verdes para dar volume e movimento. 

o bouquet

o complemento mais especial, depois do vestido. Muitas vezes me perguntam se tem que ser igual às flores da decoração, claro que não. Poderá ter algumas flores semelhantes ou iguais mas a sua definição ou design, deverá ter em conta o seu gosto e ter em conta o vestido.

Peça sempre conselho sobre o tipo de flores, durabilidade, conjunto de cores e texturas. O tamanho é também um dado importante, quanto maior, mais peso. E não se esqueça que o segredo dum bouquet elegante e bonito, esta na associação de flores, as cores e o tamanho certo para si.

chegou a Prima Vera !

e o bom tempo começa a despontar. Para quem está de casamento marcado, é tempo de começar a pensar nalguns detalhes. O ramo da noiva é um deles. Habitualmente deixado para o fim e até se compreende. É muito difícil no Inverno, escolher as flores que só estarão disponíveis na Primavera ou Verão. Mas a amiga Prima Vera está quase à porta, e traz-nos flores bonitas. Umas ainda vindas do frio, que é o caso das frésias super cheirosas, e outras que irão só mesmo despontar no início do bom tempo, os sofisticados ranunculus. Para não se frustar ..., já sabe que as meninas peónias só irão aparecer em pleno Verão, portanto não vale a pena querer o que não há. Dedique-se a olhar para o que a natureza tem para oferecer, comprar flores de época é o mais acertado, tanto pelo preço como pela frescura da flor. Escolher o que a natureza está a dar é sustentável para o ambiente e para o bolso. Vamos aproveitar?

a nossa escolha

um post sobre flores é para mim algo sempre difícil. Depois de selecionar as imagens (sempre imensas) chega o momento da escolha, mas depois de muitas hesitações. Como compreendo as Noivas ! Este foi quase à primeira, tem a forma ideal, as flores são um acordo perfeito entre rústicas e mais delicadas. Caso queira um igual, basta pedir por dálias, rosas, lisianthus e uma pitada de verde. É ou não um belo bouquet ? 

aHR0cCUzQSUyRiUyRnd3dy5ncmV5bGlrZXN3ZWRkaW5ncy5jb20lMkZ3cC1jb250ZW50JTJGdXBsb2FkcyUyRjIwMTclMkYwMiUyRmNhYm8tc3VyZi1ob3RlbC1kZXN0aW5h.jpg